ONG Movement Exchange leva a dança para instituição da rede do Instituto da Criança

Desenvolver a musicalidade e a expressão corporal na educação infantil é importante não só para trabalhar atividades que envolvam música e dança, mas também para o reconhecimento de seu corpo e de suas possibilidades. Pensando nisso, a ONG Movement Exchange une dança e serviço social por meio de sua rede de universitários, intercâmbios internacionais de dança e programas durante todo o ano em comunidades nos Estados Unidos, Panamá e Brasil. Por meio da articulação do Instituto da Criança, a Escola Dom Cipriano Chagas, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, foi a instituição contemplada para receber 13 voluntárias estrangeiras, levando os ritmos de hip hop, jazz e ballet.

Durante o período de 8 a 15 de agosto, cerca de 100 crianças da escola, divididas em quatro grupos, tiveram a oportunidade de receber as aulas das voluntárias, em sua maioria universitárias. Para Anna Pasternak, Diretora da ONG Movement Exchange, a experiência de trazer o grupo ao Brasil foi incrível: “Na Escola Dom Cipriano, tivemos a oportunidade de dar aulas de dança para crianças de 6 a 12 anos de idade e, com elas, aprendemos muita coisa relacionada à cultura brasileira. O intercâmbio não é só de dança. Existe uma troca muito grande entre as crianças e as voluntárias. Agradecemos ao Instituto da Criança por fazer esta conexão entre a escola e a ONG Movement Exchange”, ressalta.

A voluntária norte-americana, Tamia Dixon, também ressalta a importância do projeto: “Eu amei dançar e compartilhar a arte com as crianças desta escola. Nunca vou esquecer a experiência que tive aqui”, revela.

Compartilhe!